Dançarino Nego Pom da banda Guettho é Guettho é baleado e apredrejado

O dançarino e back vocal Marcos Vinícius Santos de Jesus, 32 anos, conhecido como Nego Pom, que já residiu e trabalhou em Simões Filho, foi baleado na tarde desta terça-feira (21), em Nova Constituinte, Bairro Periperi, no Subúrbio de Salvador. Atualmente, ele era músico da banda Ghetto é Ghetto.

Moradores locais dão diferentes versões do crime. Alguns afirmam que ele se perdeu na localidade e, como circulava de moto, foi confundido com um possível inimigo dos traficantes que atuam no bairro. Outros afirmam que ele  foi fazer um favor para um colega na localidade, quando repentinamente dois homens em uma moto efetuaram 4 disparos que atingiram o músico, não satisfeito, ainda agrediram com pedradas.

A Central de polícia informou que Nego Pom foi baleado na cabeça e várias pedras foram achadas perto do corpo dele – a polícia ainda investiga se ele também foi apedrejado. O crime aconteceu por volta das 15h30 de hoje.

Conhecido como Nego Pom, ele era dançarino da banda Guettho é Guettho e também atuava como vocais de apoio para o grupo.

No final da noite de ontem, Danilo Ferreira Trindade, conhecido como Chiclete Ferreira, da banda Guettho é Guettho informou a morte do colega. “Deus esse cara que ta do seu lado olhando pra baixo ele é o meu parceiro. Vai em paz meu irmão, eu vou te amar eternamente e sua alegria vai morar em me pra sempre, não estou em condições de escrever mais nada. Apenas te amo meu ETERNO PARCEIRO a nossa estrela tatuada no meu ombro, hoje está no céu e brilhando muito, cuida de todos ai de cima EU TE AMO MEU AMIGO IRMÃO EU TE AMO EU TE AMO”, escreveu o vocalista Danilo Ferreira, mais conhecido como Chiclete Ferreira, lamentando o que seria a morte do dançarino.

Com a divulgação da morte do artista, amigos em Simões Filho, lamentaram a morte do músico. Nas redes sociais, eles fizeram uma corrente de oração e lamentaram a perda do artista. “Meu Deus, eu não posso acreditar nisso. Vai com Deus e que ele conforme coração dos familiares”, disse uma moradora de Simões Filho no Facebook.

Bastante conhecido na cidade de Simões Filho, Nego Pom residiu no bairro do Cia 2 e chegou a trabalhar no setor de panificação do Centro Educacional Santo Antônio – Irmã Dulce

Nego Pom não resistiu

Nego Pom veio a óbito na tarde quarta-feira (22), em Salvador. Ele estava internado em estado grave e nao resistiu aos ferimentos.

>>>GRANDES INDUSTRIAS ABREM VAGAS DE EMPREGOS

Chiclete Ferreira chegou a postar uma imagem de luto pela perda do dançarino (Foto: Reprodução/Facebook)

Veja mais