Anvisa recomenda isolamento a Bolsonaro e comitiva após Queiroga testar positivo; veja orientações

Anvisa recomenda isolamento a Bolsonaro e comitiva após Queiroga testar positivo; veja orientações
Anvisa recomenda isolamento a Bolsonaro e comitiva após Queiroga testar positivo; veja orientações Foto: reprodução

Anvisa recomenda isolamento a Bolsonaro e comitiva após Queiroga testar positivo; veja orientações

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou a adoção de quarentena para todos que estavam nos Estados Unidos, inclusive o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que voltou ao Brasil na manhã desta quarta-feira, 22.

A recomendação ocorre após dois integrantes da comitiva brasileira em Nova York testarem positivo para Covid-19, entre eles o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Por meio de comunicado, a Anvisa pediu que todos os integrantes da comitiva permaneçam em isolamento pelo período de 14 dias, conforme prevê o protocolo definido pelo Ministério da Saúde. As recomendações para todos que tiveram contato com Queiroga foram encaminhadas à Casa Civil da Presidência.

Na nota, a Anvisa considera que a situação deve ser objeto de apreciação imediata pela Casa Civil da Presidência da República.

A agência recomendou ainda que o isolamento seja cumprido em Brasília, onde o grupo desembarcou, para evitar novos deslocamentos e que Bolsonaro e os demais membros da comitiva, entre eles a primeira-dama Michelle Bolsonaro e ministros como Luiz Eduardo Ramos (Secretaria-Geral) e Carlos França (Relações Exteriores).

Até o momento o Palácio do Planalto não respondeu de imediato a questionamento sobre se Bolsonaro e os membros da comitiva cumprirão a recomendação da Anvisa.

>>Ministro da Saúde testa positivo para covid-19 em Nova York

Veja as orientações da Anvisa para a Presidência da República:

1) desembarque no Brasil de forma a expor o mínimo possível ambientes e pessoas;

2) isolamento de 14 dias após o último dia de contato com o caso confirmado de covid-19, conforme o Guia de Vigilância Epidemiológica para COVID-19 publicado pelo Ministério da Saúde;

3) cumprimento de isolamento na cidade de desembarque no Brasil, evitando novos deslocamentos até que tenham ultrapassado o período de transmissibilidade do vírus;

4) refazer os testes de Covid-10 no Brasil.

A Anvisa também sugeriu que a Aeronáutica faça limpeza e desenficção da aeronave presidencial e demais aviões que possam ter sido usados na viagem a Nova York.

>>Governo da Bahia libera eventos com público de até 1.100 pessoas

Veja mais