APLB-BA e prefeitura se reúnem para resolver impasse da volta às aulas em Salvador

APLB-BA e prefeitura se reúnem para resolver impasse da volta às aulas em Salvador
APLB-BA e prefeitura se reúnem para resolver impasse da volta às aulas em Salvador. Foto: Cristiano Estrela/Secom SC

APLB-BA e prefeitura se reúnem para resolver impasse da volta às aulas em Salvador

A Prefeitura de Salvador se reúne nesta quarta-feira (28), às 14h, com a APLB-BA, para discutir a situação da volta às aulas na capital, prevista para a próxima segunda-feira (03/05).

Nesta terça-feira (27), o sindicato de professores decidiu em assembleia que não vai retomar as atividades enquanto toda a classe não estiver imunizada.

>>Nascidos em novembro começam a receber auxílio emergencial nesta quarta (28)

O secretário de Educação do Município, Marcelo Oliveira, confirmou que vai estar presente na reunião agendada para esta tarde. Ele disse que será reforçada a intenção do poder público de ampliar a vacinação da categoria, não somente para os professores, como também para demais profissionais que atuam para o funcionamento das escolas, como porteiros, agentes de limpeza e administrativo.

A Prefeitura de Salvador já se comprometeu a vacinar 10 mil profissionais com 40 anos ou mais, porém a APLB cobra a imunização completa de todas as faixas etárias, além dos outros trabalhadores.

>>Caixa libera lote de auxílio emergencial para 206 mil pessoas

“A vacinação tem que ser para todos os adultos que trabalham na escola, não é exclusiva para os professores. Se vamos vacinar professores como condição para voltar às aulas, temos obrigação moral de vacinar todos os profissionais”, declarou o secretário.

Marcelo Oliveira admite, contudo, que será difícil ampliar a vacinação antes de que outras categorias profissionais, como os rodoviários, comecem também a ser imunizados contra o novo coronavírus.

>>Secretaria de Educação abre inscrição para 200 mil vagas em cursos gratuitos na Bahia

Veja mais