Auxílio Brasil 2022: Governo vai abrir cadastro em janeiro?

Auxílio Brasil 2022: Governo vai abrir cadastro em janeiro?
Auxílio Brasil 2022: Governo vai abrir cadastro em janeiro?

Auxílio Brasil 2022: Governo vai abrir cadastro em janeiro?

Mais de 14,6 milhões de famílias estão recebendo agora o último pagamento do Auxílio Brasil em 2021. Enquanto isso, milhões de brasileiros que deixaram de receber o Auxílio Emergencial em outubro estão querendo saber se haverá um novo prazo de inscrição no Auxílio Brasil a partir de janeiro de 2022.

Como já foi informado, nos meses de novembro e dezembro o novo programa social contemplou somente os beneficiários que já faziam parte do Bolsa Família.

A ampliação do programa anunciada pelo governo ficará para 2022 e é a esperança para mais de 20 milhões de trabalhadores informais e ao menos 5 milhões de brasileiros inscritos no Cadúnico que ficaram sem fonte de renda após o fim do Auxílio Emergencial.

Para responder a essa dúvida, explicaremos aqui o que sabemos até agora sobre um novo cadastro no Auxílio Brasil em 2022.

Assim, é possível que parte desses 2,5 milhões de novos beneficiários que o governo pretende incluir venham do grupo de inscritos no Cadúnico que receberam o Auxílio Emergencial entre abril e outubro. Para esse grupo a entrada no Auxílio Brasil será automática se as famílias preencherem todos os requisitos do programa.

Já os trabalhadores informais, MEIs e outros integrantes que não estão no Cadastro Único não devem ser incluídos ainda nesta rodada.

Como saber se vou receber o Auxílio Brasil?

Assim como neste ano, a consulta mensal à lista de aprovados continuará sendo pelo aplicativo do Auxílio Brasil. O app do programa social está disponível para celulares Android [clique para baixar] e para smartphones com sistema iOS.

Desde o início dos pagamentos muitos beneficiários têm procurado o site da Dataprev para fazer a consulta do Auxílio Brasil. Porém, até o momento a empresa não disponibilizou um site exclusivo para o novo programa.

A consulta que segue disponível na Dataprev é referente ao Auxílio Emergencial pago para trabalhadores informais, MEIs, e inscritos no Cadúnico.

Valor do Auxílio Brasil no próximo ano

Está confirmado o valor mínimo de R$ 400 para cada família entre janeiro e dezembro do próximo ano. Com a promulgação da PEC dos precatórios o governo federal liberou um espaço no orçamento de 106 bilhões para gastos com despesas de assistência social, entre elas os pagamentos do Auxílio Brasil.

Assim, cada família inscrita no programa social deve receber aproximadamente R$ 4.800 do Auxílio Brasil em 2022. Ainda não está definido qual será o valor do benefício em 2023 e se ele irá retornar ao valor médio de R$ 224 pago no mês de novembro.

No mês de janeiro os beneficiários ainda podem receber uma parcela retroativa do Auxílio Brasil. O valor devem girar em torno de R$ 176 já que seria a diferença dos R$ 224 recebidos no mês de novembro, quando o benefício já deveria ter sido de 400 reais.

O pagamento extra foi garantido pelo ministro da Cidadania, mas não veio na folha de pagamento de dezembro. A previsão é de que o valor extra seja depositado com o benefício de janeiro, mas a informação ainda não foi confirmada pelo governo federal.

Calendário do Auxílio Brasil em 2022

Para o próximo ano o governo deve manter a sistemática de depositar o benefício nos últimos 10 dias de cada mês, como vinha sendo feito no programa Bolsa Família nos últimos anos. A exceção nos pagamentos ocorre sempre no mês de dezembro, quando o governo decide liberar a parcela alguns dias antes por causa das festas de fim de ano.

Em 2021, o calendário de dezembro terá o pagamento do Auxílio Brasil entre 10 e 23/12. Se o modelo atual for confirmado para o ano que vem é possível que os beneficiários do Auxílio Brasil recebam a primeira parcela de 2022 entre os dias 18 e 31 de janeiro. O calendário do Bolsa Família, agora Auxílio Brasil, não realiza depósitos aos finais de semana.

Outro ponto que não deve ser alterado no calendário do Auxílio Brasil em 2022 é a ordem de liberação dos pagamentos. O governo deve continuar elaborando o cronograma conforme o número final do NIS de cada beneficiário, ou seja, o depósito inicia pelos brasileiros cujo dígito final do benefício é 1 e encerra com o NIS final 0.

>>Auxílio Brasil: veja quem recebe os R$ 400 nesta segunda-feira

*Fonte: Ache Concursos