Auxílio gás começa ser pago nesta segunda-feira (27); veja quem recebe

Auxílio gás começa ser pago nesta segunda-feira (27); veja quem recebe
Auxílio gás começa ser pago nesta segunda-feira (27); veja quem recebe

Auxílio gás começa ser pago nesta segunda-feira (27); veja quem recebe

Nesta segunda-feira (27), o governo federal começará a pagar o auxílio gás para famílias de 100 municípios atingidos por chuvas intensas neste mês de dezembro. A expectativa é que o benefício seja repassado a mais de 108 mil famílias em todo o país.

O auxílio tem valor de R$ 52, cerca de 50% do valor de um botijão de 13 quilos. Serão contempladas famílias do Cadastro Único (CadÚnico) com renda per capital de até um salário-mínimo.

Inicialmente, terão direito ao repasse pessoas de cidades dos estados de Bahia e Minas Gerais que decretaram calamidade em razão dos impactos dos temporais que atingiram seus municípios nas últimas semanas.

Serão priorizadas as famílias com menor renda e com mais membros na família. As pessoas elegíveis serão informadas pelos aplicativos do programa Auxílio Brasil e Caixa Tem. O recurso será transferido para a conta que cada indivíduo possui no programa social.

No geral, o benefício deve ser distribuído para 5,5 milhões de famílias. As demais pessoas que não estão nas cidades em estado de calamidade por conta das chuvas começarão a receber o benefício em 18 de janeiro.

As famílias serão informadas pelos aplicativos do Auxílio Brasil e do Caixa Tem. Elas receberão o depósito na conta do programa social.

Os primeiros a receber o benefício são os moradores de municípios que tiveram o estado de calamidade decretado em publicação no Diário Oficial Estadual (confira a lista aqui).

Veja o calendário

18/01/2022 – NIS de final 1
19/01/2022 – NIS de final 2
20/01/2022 – NIS de final 3
21/01/2022 – NIS de final 4
24/01/2022 – NIS de final 5
25/01/2022 – NIS de final 6
26/01/2022 – NIS de final 7
27/01/2022 – NIS de final 8
28/01/2022 – NIS de final 9
31/01/2022 – NIS de final 0

>>Mais 47 municípios da Bahia entram em situação de emergência e 16 mil pessoas estão desabrigadas