Chegada do inverno traz alerta para riscos de doenças respiratórias

Chegada do inverno traz alerta para riscos de doenças respiratórias
Chegada do inverno traz alerta para riscos de doenças respiratórias. Foto: Reprodução G1

Chegada do inverno traz alerta para riscos de doenças respiratórias

O inverno começou oficialmente à 0h32 da madrugada desta segunda-feira (21) e a chegada do período de temperaturas mais baixas desperta a preocupação de especialistas do setor de saúde para o aumento nos registros de doenças respiratórias.

E a preocupação com o aumento nos riscos de infecção por uma doença viral, como a gripe, é redobrada por conta da existência de uma pandemia de Covid-19, também uma doença viral, já instalada. Segundo a médica infectologista Luciana Sgarbi, como os vírus da Covid-19 e da gripe se adaptam bem ao frio ou ao calor, o problema do aumento dos riscos nesta época são provocados pelo comportamento das pessoas.

>>INSS libera 2ª parcela do 13º salário dos aposentados; veja datas

“No inverno não abrimos muito as janelas e a circulação do ar fica prejudicada. Além disso, as pessoas tendem a procurar justamente os ambientes mais fechados, e quanto mais aglomeração houver em local sem circulação de ar, maior o risco de infecção”, diz a médica.

E esse comportamento de risco que faz com o que o vírus se dissemine com mais facilidade traz uma preocupação extra em tempos de pandemia, que o colapso no sistema de saúde. De acordo com Paloma Libânio Nunes, superintendente do HC de Marília, o hospital está com 100% de ocupação dos leitos de UTI para Covid desde o início do ano e nos últimos dias tem crescido o número de pedidos para internação.

>>Confira a programação de vacinação semanal contra Covid-19 em Simões Filho

“Já começamos a notar um aumento na demanda da solicitação de leitos via CROSS por parte das UPAs, dos pronto-atendimentos e de outros municípios, e nós não temos como ofertar. A queda da temperatura pode ser um dos fatores desse aumento”, avalia Paloma Libânio.

Segundo especialistas, a melhor forma de prevenção desse quadro de colapso do sistema de saúde é a vacinação. Porém, como o foco atual é a Covid, muitas pessoas estão se esquecendo da vacinação contra a gripe, outra doença viral muito comum nessa época.

Especialistas lembram que a pessoa vacinada contra a gripe não apenas se protege contra a doença, mas também evita suspeitas ou confusões com a Covid-19.

>>Buscas a Lázaro: suspeito é visto mancando enquanto atravessava propriedade rural

Atualmente podem se vacinar contra a gripe os idosos acima dos 60 anos, crianças entre 6 meses e 6 anos de idade, gestantes e puérperas, professores da rede pública e privada, pessoas com comorbidades, profissionais da saúde, e da segurança pública, entre outros.

Fonte: G1

Veja mais