Simões Filho confirma 2 casos da variante Delta e poder público alerta a população

Simões Filho confirma 2 casos da variante Delta e poder público alerta a população
Simões Filho confirma 2 casos da variante Delta e poder público alerta a população

Simões Filho confirma 2 casos da variante Delta e poder público alerta a população

Nesta segunda-feira (27) o município de Simões Filho confirmou a identificação dos dois primeiros casos da variante Delta (B.1 617.2, antes também chamada de variante indiana) na cidade e emitiu alerta à população sobre a manutenção das medidas de enfrentamento ao vírus.

O comunicado sobre a identificação de dois casos da variante delta na cidade foi feito pela Secretaria de Saúde do Estado – SESAB, através da Diretoria Geral da Vigilância Epidemiológica do Estado e o vírus foi identificado por meio do exame Swab (RT-PCR), em análise de sequenciamento genético, no mês de agosto. Segundo informações da Sesab os dois pacientes já estão recuperados e não apresentaram sintomas graves.

De acordo com a secretaria de saúde do município, até o momento, não há registro de que os pacientes tenham transmitido o vírus para outras pessoas. No entanto, o poder público alerta a população para reforçar os cuidados como o uso da máscara de proteção, cobrindo nariz e boca, inclusive nas crianças; higienização das mãos com álcool gel 70% e, sempre que possível, manter o isolamento social para frear a disseminação do vírus.

A Secretaria de Saúde informa ainda que todas as medidas de controle epidemiológico seguem sendo adotadas e que, até o momento, não há registro de que os pacientes tenham transmitido o vírus da nova variante.

A variante foi identificada pela primeira vez na Índia, em outubro de 2020, a mutação do vírus SARS-CoV-2 (causador da Covid-19), conhecida como Variante Delta, já foi registrada em mais de 130 países, conforme divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em 30 de julho deste ano. Ela é considerada uma variante perigosa por ser mais transmissível do que as anteriores (Alfa, Beta e Gama), o que a faz mais contagiosa do que a cepa original.

>>Suspeito de matar pediatra dentro de clínica na Bahia é preso

Veja mais