Simões Filho: vacinação contra a Covid-19 para trabalhadores da educação a partir de 25 anos ocorre nesta sexta-feira

Simões Filho: vacinação contra a Covid-19 para trabalhadores da educação a partir de 25 anos ocorre nesta sexta-feira
Simões Filho: vacinação contra a Covid-19 para trabalhadores da educação a partir de 25 anos ocorre nesta sexta-feira

Simões Filho: vacinação contra a Covid-19 para trabalhadores da educação a partir de 25 anos ocorre nesta sexta-feira

A Prefeitura de Simões Filho, através da Secretaria da Saúde (SMS), convoca trabalhadores da Educação, das redes municipal, estadual, federal e privada, que atuam no município, com idade igual ou superior aos 25 anos, para serem vacinados contra a Covid-19.

As atividades de imunização destes profissionais serão realizadas nesta sexta-feira (23), na Escola Comunitária Ressurreição, Centro – Rua Engenheiro Paulo Moreira, próximo a Adesf, das 08h às 14h. A imunização acontece enquanto durar o estoque.

Para receber a dose do imunizante é necessário que o trabalhador da educação apresente os seguintes documentos:

  • RG,
  • CPF,
  • cartão SUS atualizado
  • comprovante de vínculo empregatício atualizado, com instituição de ensino do município (original e xerox).

Vale lembrar que as atividades são voltadas aos profissionais da educação que trabalham no município (ensino básico e superior).

Os trabalhos estão em conformidade com as orientações do Ministério da Saúde, os Planos Nacional e Municipal de Imunização, além de seguir as recomendações da Comissão Intergestores Bipartite (CIB).

Vale ressaltar que ainda nesta sexta-feira 23, o governo da Bahia deve autorizar a vacinação para trabalhadores da educação a partir dos 18 anos.

Segundo a secretaria estadual da Saúde, a medida permite a vacinação de cerca de 4 mil trabalhadores da Educação com idade abaixo dos 40 anos, que ainda não receberam nenhuma dose da vacina.

Para o secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, a ampliação da vacinação garantirá mais segurança para a volta às aulas: “A decisão da Comissão Intergestores Bipartite é um avanço e mais um exemplo que a Bahia dá quanto à cobertura vacinal no Estado, que garantirá ainda mais segurança para esta segunda fase do ano letivo 2020/21, que é o ensino híbrido, na rede estadual de ensino”, afirmou.

>>Auxílio emergencial 2021: confira quem recebe a 4ª parcela nesta sexta-feira 

>>IR 2021: Receita abre consulta ao terceiro lote de restituição nesta sexta-feira 

Veja mais