Denuncia: Transporte Escolar de Simões Filho – Penduram-se em janelas, ônibus velhos e superlotados

Pais de alunos denunciam as condições precárias do transporte escolar de Simões Filho. Superlotações, má qualidade no serviço e veículos velhos, são algumas das problemáticas apontadas por eles.

 

Os ônibus escolares da Prefeitura Municipal de Simões Filho que faz o transporte de milhares de alunos que estudam em diversas faculdades da capital baiana e em escolas do município, estão sendo alvo de muitas reclamações.

 

De acordo com pais e estudantes, alguns ônibus são velhos e oferecem um risco diário para quem enfrenta a rotina de ir à escola. Os alunos que dependem dos ônibus disseram que, além de atrasos constantes e superlotação, as condições de segurança são mínimas e não há nenhuma organização.

 

Os pais admitem que há veículos novos na frota, porem, é mal conservado. Poltronas rasgadas, bancos quebrados. Em alguns ônibus, principalmente os velhos, os assentos dos estudantes faltam o cinto de segurança. O acessório é usado apenas pelos motoristas. Durante o percurso, são muitas paradas, muita gente aproveita para pegar uma carona.

 

O resultado não poderia ser outro: superlotação e insegurança. Os estudantes universitários do turno da noite quem o diga. Eles sofrem diariamente com a falta de qualidade no transporte escolar. No ônibus de 50 lugares, viajam mais de 80 pessoas em um percurso de aproximadamente 32 quilômetros.

 

Universitários relataram ainda que às vezes mandam ônibus sucateado e a impressão é de que, a qualquer momento, o veiculo vai desmontar.

 

Monitoramento:

De acordo com os relatos, os ônibus são mencionados como “uma bagunça”, pois em alguns deles crianças e adolescentes correm dentro do veículo e penduram-se para fora das janelas com o ônibus em movimento. Devido a esse fato, Pais querem saber os motivos pelos quais os coletivos não contam com serviços de monitores. Pois segundo eles, a falta de monitoramento por parte da Secretária de Educação do Município, deixa em evidencia a insegurança e má qualidade dos serviços oferecidos e preocupa a todos para o ano letivo 2015.

 

Foto: Ilustrativa/O fato acontece diariamente em Simões Filho

Alguns pais informaram ainda que há ônibus que são organizados e tem cinto de segurança. Já outros falam da velocidade em que os carros andam e garantem que alguns motoristas correm demais. 

 

O Simões Filho Online entrou em contato com a Secretaria Municipal de Educação de Simões Filho e até a publicação desta matéria não obteve resposta.

Veja mais